Conheça a Ruta Newen Leufu e mergulhe na cultura mapuche

Grupo em território mapuche

Quer fazer um passeio diferente, rico em cultura e em meio à natureza? Uma sugestão para quando a pandemia deixar: conheça a “Ruta Newen Leufu”, em Villarrica, região de Araucanía, no sul do Chile. 

Criada e administrada pela Cooperativa de Turismo e Desenvolvimento Territorial Villarrica Mapuche, a rota é um mergulho na história, costumes, cultura e gastronomia dos índios mapuches. Essa nação indígena ocupa territórios tanto no Chile como na Argentina. E é uma das que mais conservam suas raízes e sua força como povo nas Américas.

“Com esta rota, queremos posicionar e consolidar uma oferta turística diferenciada no lago Araucanía. Tem relevância cultural mapuche e oferece uma experiência que combina os aspectos culturais, sociais, ambientais e econômicos de nosso território. E assim. fortalecendo a oferta e transformando cada um dos empreendedores que compõem a rota em uma ponte entre a visão de mundo mapuche e o mundo ocidental”, informa o site oficial.

Em roda do fogo. Crédito: Ruta Newen Leufu

Em conexão com a natureza

Há várias opções de passeios. “RUKA KIÑEWUN” (Somos um somente) convida a uma viagem através da conexão com os elementos naturais e culturais do povo mapuche. “Em conexão consigo mesmo, você poderá sentir o calor do fogo na sauna, respirar as ervas medicinais da banheira de hidromassagem, deixar o refrescante rio Voipir renová-lo e ser tratado por uma sessão terapêutica realizada por seus anfitriões”, informa a cooperativa.

Mas se desejar, ainda pode passar a noite em uma confortável Ruka (casa ancestral típica), desfrutando também de um rico nütram (conversa) ao redor do fogão.

NO PÉ DA MONTANHA do vulcão VILARRICA (ativo), aprecie a abundante floresta sempre temperada, com espécies nativas milenares. Aqui, a proposta é acompanhar o som da água das encostas da Reserva Natural de Trawünko (encontro das águas).

O guia o aproximará de Ñuke Mapu (mãe terra), como o povo local faz. Ainda aqui, se podem observar pássaros selvagens, sentir a energia das árvores, provar os frutos da floresta e cheirar as fragrâncias da floresta. Principalmente, as árvores (medicinais) que estão ao longo do caminho.

Gastronomia mapuche. Crédito: Ruta Newen Leufu

Ancestralidade e espiritualidade

Se você quer descobrir mais sobre a vida social do povo mapuche, uma visita a KURA RUKA (casa de pedra) é a melhor opção. É aqui que a Lonko del Lof (autoridade ancestral do território) fala sobre a importância da comunidade.

Assim, você pode aprender sobre a arquitetura da Ruka (casa ancestral) e seu aspecto espiritual. Em seguida, colocar seu aprendizado em prática em uma Rukantun (construção comunitária de Ruka). ) Após uma degustação de comidas típicas, haverá tempo para Aukantun (diversão), descobrindo os antigos jogos de azar, estratégia e equipes.

A casa típica

Comida típica e ervas medicinais

Conheça a história, tradições e gastronomia da primeira vila deste território mapuche. Visite a RUKA TRADICIONAL (casa ancestral). A 30 minutos de Pucón ou Villarrica, em Ruka Huisca, uma viagem pelo passado, presente e futuro espera por você junto a esse povo que ama a natureza, forte em espírito e apaixonado por suas raízes.

Depois de aprender sobre a origem do povo mapuche, sua visão de mundo, sua vida atual e seus desejos, você pode desfrutar de um almoço típico, com uma boa conversa na mesa. Depois, haverá tempo para aprender sobre ervas medicinais visitando um jardim de Lawen (ervas medicinais).

Para conhecer o Chile: http://nuestraamerica.com.br/documentarios-chilenos/

Veja mais sobre a Ruta Newen Leufu http://www.rutanewenleufu.cl/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *